Imagens de Alfama

Nobreza e Família – Títulos em Alfama

Alfama tem algo muito pessoal e único na cidade de Lisboa. Existe como que uma sociedade “estranha” numa grande cidade como a capital do País.
Em primeiro lugar, existe um certo “título” que as pessoas mais conhecidas do bairro passam a ter. Esse título é individual, pessoal e hereditário. Como se fosse um titulo nobiliárquico que os outros a tratam.
Por exemplo: Existiu um senhor em Alfama chamado José e que tinha como profissão a venda ambulante. Em certa altura da vida vendia gravatas e por isso e por ser muito conhecido no bairro passou a ser o “Zé das Gravatas”. Mas não foi só uma alcunha. Pois hoje esse senhor já faleceu e o titulo do é das Gravatas já passou para o filho e para o neto (que nunca venderam gravatas, nem se chamam José).
Assim, o titulo deixa de ser uma alcunha e passa a ser um título, hereditário. Tal situação é ipis verbis para outros nomes conhecidos de Alfama como os Pipis, os Bexigas, os Casas Novas, os do Barracão, os do Castanheiros, etc…
Em segundo lugar, e tendo consciência que quando se entra em Alfama não entramos num bairro mas, como dizia o poeta “numa casa sem janelas”, existe outra particularidade.
Todas as pessoas do bairro sabe a vida uma das outras. Todos fazemos parte da mesma família, para o bem e para o mal.
Tal situação não que dizer que todos nos damos bem. É como nas famílias. Todos temos parentes que não falamos, outros que gostamos muito, que somos amigos.
Assim se passa em Alfama.
Ao lado do estabelecimento dos meus pais, existia outros dois – Um Talho e uma Peixaria. O talho do Ti’António e a peixaria da T’Isaura. Era um titulo que se atribuía às pessoas que eram mais do que amigos. Eram “familiares”. Não do ponto de vista do sangue, mas pelo respeito e amizade que por ele nutríamos.
Eram, e uma ainda viva, é alguém que tenho muita estima, respeito e amizade.
Esses títulos familiares são usuais em Alfama. Quantas crianças não tratam por avós, vizinhos. Por Tio e Tia, amigos.
Se calhar decidiu-se quebrar a regra de que a família nos dão e que os amigos nós escolhemos.
Em Alfama, decidimos escolher a família.

Sem comentários:

Acerca de mim