Imagens de Alfama

Património e sociedade maltratada.

Alfama foi ao longo da sua vida um bairro com características muito especiais.
Foi, parte dela e nos primeiros tempos, a origem da actual cidade de Lisboa. Foi bairro de Reis, condes, Duques. foi morada do Chanceler-Mor. Foi o centro da nossa capital.
Mas com o aparecimentos dos coches, e essencialmente o crescimento dos mesmos, houve a necessidade de a classe alta passar para bairros feitos de raiz a pensar no novo meio de transporte.
Assim, Alfama passou a ser um bairro de pescadores, de varinas e da classe trabalhadora, ou se preferirem, da classe baixa.
Tudo isto veio como que colocar no esquecimento o bairro e a sua população. Em regra, a escolaridade do bairro nunca foi muito elevada, é bastante elevada as gravidezes juvenis, é um caso grave a droga no bairro. Já foi muito relevante os casos de HIV. Infelizmente, sou um homem relativamente jovem e já vi morrer às mãos dessa maldita doença companheiros de brincadeiras, que, enquanto crianças, nunca tiveram capacidade de sonhar o que seriam enquanto adultos.
Talvez por isso, e mais um milhar de razões, como o encerramento do Porto de Lisboa, da Alfandega, dos estivadores, do pescado, a não existência de alternativas de emprego para o bairro, a falta de formação profissional e de escolaridade, o congelamento das rendas durante décadas, e por isso a falta de protecção de um património que é de todos - Alfama foi-se degradando sociológica e patrimonialmente.
Por isso é necessário que se restaure o património, se dê formação à população do que é de todos e de cada um. Para termos orgulho e podermos mostrar Alfama como merece.
É verdade que o bairro já não está como nos anos oitenta do século passado mas ainda falta muito e, se possível, tenhamos como lema uma frase de 1969 - "Sejamos realistas e exijamos o impossível".
Alfama merece.

Sem comentários:

Arquivo do blogue

Acerca de mim