Imagens de Alfama

Antenas e parabólicas


Quando subimos Alfama e olhamos através de um miradouro ficamos com uma dupla sensação.


Por um lado, temos à nossa frente um bairro lindíssimo. Com características próprias, com a história do local a saltarem-nos à vista com uma sociologia única.


Mas por outro lado, temos um bairro em constantes obras e apesar de ser um dos cartões de visita desta cidade capital do país não é minimamente tratada.


Se qualquer pessoa que goste do nosso pais e tenha a capacidade de viajar e for a Évora repara que o centro da cidade não tem uma única antena, muito menos antenas parabólicas.


Mas quando olhamos para Alfama o que sobressai são as antenas, as antiga e já não usadas , partidas e enferrujadas nos telhados e as parabólicas nas frentes dos prédios, desfigurando, a frente de prédios com mais de cem ou duzentos anos.

Eu não culpo os habitantes, pois estes pretendem ter televisão em casa, e têm todo o direito de ter TV Cabo. Culpo a Câmara Municipal de Lisboa, que gosta de divulgar o Bairro de Alfama, mas nada o faz para embelezar.

Não são as pessoas que têm a obrigação, por sua própria recriação, fazer com que o bairro fique mais bonitos e quanto ás antenas não têm outra opção. A TV Cabo não mete por cabos em Alfama, e os quatro canais generalistas só se vêm através de antenas.

Mas e o caso de Évora, como aconteceu?

Por interesse que a cidade seja considerada património Mundial e por ter na Câmara quem sabe como utilizar fundos comunitários.

Todos somos responsáveis pelo Bairro e pela forma de como ele vive. Mas uns têm todas as formas de por ele mais bonito. Têm a forma de ensinar as pessoas a proteger o bairro. Têm a forma de todos os lisboetas e, porque não, os portugueses terem orgulho no bairro.

Qualquer mudança para melhor é pouca e já vem tarde.

Sem comentários:

Arquivo do blogue

Acerca de mim